fbpx

Com o crescimento e popularização da cultura do DJ, em meados dos anos 90 começaram a surgir as primeiras agências de DJs do Brasil, que tinham a missão de profissionalizar a cena.

Agencia de DJs(2)

Dj Convidado

Os primeiros DJs modernos, tocavam sempre em um mesmo clube ou festa, normalmente todos os dias que a casa abria e na maioria das casas a noite inteira. Eles eram chamados de DJs residentes, foi em meados da década de 90, que começou a surgir um novo tipo de DJ, que não era residente de nenhum clube e que tocava em diferentes lugares, este muitas vezes era chamado de DJ convidado e tocava em diferentes casas noturnas de diferentes cidades todo o final de semana.

Agência de DJ organiza a sua vida

Para esses artistas (em um tempo que a internet ainda estava engatinhando), era muito difícil conseguir organizar:

  • Agenda;
  • Passagem de avião e ônibus;
  • Hospedagem
  • Contrato;
  • Release;
  • Material para assessoria de imprensa.

Para prestar esse serviço as agências cobram entre 10 e 50% de comissão.

Os artistas que estão em uma agência, podem ficar mais concentrados em ser “artista” do que ser empresários.

Case de sucesso – DJ Leozinho e a Hypno

Dj Leozinho

Eu tive o prazer de acompanhar a escalada do DJ Leozinho para o sucesso, ele sempre foi muito dedicado, escutando centenas de músicas por dias, comprando dezenas de discos e praticando por horas a fio diariamente, em muitas festas que eu vi ele tocar o DJ curitibano roubava a atenção de todos, mesmo ele tocando ao lado de DJs de outras cidades ou países.

Em um desses eventos ele chamou a atenção do Paulo Silveira, que era dono da Hypno (atual 3Plus), o Leozinho na época era muito conhecido em Curitiba e Balneário Camboríu, mas ainda era um artistas desconhecido fora desse circuito. O Paulinho investiu no Leo, divulgando o trabalho dele e colocando o DJ curitibano para tocar em eventos importantes do eixo Rio-São Paulo, em muitos deles o Leo ia e voltava de ônibos, recebendo um cachê simbólico.

Felizmente a parceria deu certo, o Leo desde aquela época se transformou em um dos Djs mais requisitados e bem pagos do Brasil. O sucesso aconteceu tanto pela qualidade do artistas quanto pelo trabalho da agência.

Como funciona uma agência (como elas deveriam funcionar).

Imagine a seguinte situação: você e outros 9 DJs ativos, decidem se juntar para criar uma agência, cada um deve:

  • Trazer o seu banco de clientes para agência;
  • Fechar todos os eventos por dentro (com a agência);
  • Pedir para o contratante, ligar para a agência para fechar o contrato e definir o valor;
  • Divulgar a agência;
  • Indicar e defender a agência e outros DJs do cast.

Teoricamente passar a comissão e os contatos, é um ótimo negócio. Mesmo que você toque muito bem em um final de semana, no final da semana seguinte o promoter não vai colocar você novamente para tocar, é ai que entra a oportunidade para a agência vender outro artista. Se esse trabalho for sempre bem feito (com bons artistas e atendimento da agência), uma parceria dessa pode durar para sempre.

A agência deve:

  • Divulgar o trabalho do artista;
  • Valorizar, mas não super valorizar o cachê do artista;
  • Não fazer venda casada (tentar empurrar um artista junto com o artista preterido pelo contratante);
  • Não tentar vender outro artista no seu lugar;
  • Prestar um atendimento, rápido e transparente;
  • Ter um telefone para contato 24 horas;
  • Facilitar o transporte do artista seja, escolhendo vôo mais baratos e/ou passagens compradas com atencipação.

Situação atual das agências de DJ

Agora é muito difícil que mesmo que você tenha talento, que alguma agência vá fazer todo o trabalho, claro que eles vão cuidar de itens da lista que está acima, mas isso não quer dizer que o seu esforço e o deles vai ser revertido em mais festas para você tocar.

Algumas agências tem agora tantos artistas que se todos tocassem em uma mesma festa, essa precisaria ter vários dias de duração.

No outro extremo, algumas agências estão trabalhando com poucos artistas, eles dessa forma trabalham como se fossem sócios. Muitas dessas cobram até 50% de comissão.

Faça diferente

Agencia de DJs

O André Mota deixou um comentário muito interessante no artigo sobre Quanto cobrar de cachê?

“Quanto mais gente faz a mesma coisa igual a você, menor é a remuneração em qualquer área”. Então, quer ganhar bem? Inove, seja diferente tecnicamente, conheça muiiiiiiiiiiiitoooooo de musica, de varias épocas e estilo, mesmo que você seja especializado num gênero só.”

Acredito que isso se aplique ao conceito de conseguir mais baladas para tocar (que é o objetivo de qualquer artista que entra em uma agência).

  • Você trabalha com alguma agência? Você já teve algum bom ou mal resultado com ela?
  • Você trabalha sem agência, por que você optou por essa forma?