Esta semana vou ministrar uma série de workshops em Araraquara (que fica a 270 Km de São Paulo/capital), as aulas vão ser ministradas no Sesc, e são gratuitas (acho que ainda da tempo de se inscrever).

As aulas são de terça a quinta das 19:00hs as 21:00hs.

Vou aproveitar para disponibilizar o material que eu estou produzindo para o curso, aqui no blog (tutoriais, passo a passo, vídeos, projetos para download, samples e músicas).

Ilan Kriger no Sesc – Araraquara – Mixagem com software no Ableton Live

Essa é a descrição oficial:

Venha aprender por que djs de todo mundo vem se rendendo a essa tecnologia, que permite uma maior maleabilidade nas apresentações ao vivo.

Nesta oficina o dj e produtor Ilan Kriger ensina como utilizar o softwares como o Ableton Live (nesta oficina em versão trial), para fazer mixagens, mash-ups, re-edits ao vivo e muito mais.

  • Quando: 4 a 6 de maio;
  • Horário: das 19:00h as 21:00h.

São 30 vagas. As aulas são grátis com inscrições na sala de internet livre.

Introdução

Ao vivo é melhor

A indústria fonográfica esta sofrendo grandes modificações, artistas que antes vendiam milhões de copias agora vendem alguns milhares, na música eletrônica artistas que vendiam mais de 1.000 discos de vinil, hoje vendem uma centena de downloads.

Se você quer sobreviver na nova realidade, a melhor forma é com apresentações ao vivo.

Aqui você vai aprender como utilizar o software Ableton Live para fazer performances ao vivo tanto com música próprias (Live Pas) e com músicas de outros artistas (DJ-set).

Definição de Live Pa versus DJ-set

É a performance de um ou mais artistas apresentando músicas próprias.

Não confunda fazer um “dj-set” utilizando o software Ableton Live com um Live Pa. DJ set é quando o artista apresenta músicas de outros artistas e eventualmente algumas músicas próprias).

Com o Live Pa (DJ set) é executado?

O Ableton Live é um software muito maleável e permite que você apresente as suas músicas (ou de outros artistas) de pelo menos 5 formas diferentes:

  • Elementos separados;
  • Música inteiras;
  • Músicas inteiras com live-reedits, mash-ups/bootlegs;
  • Em parceria com outro produtor;
  • Em parceria com músicos.

Técnica ou conceito? Dar o peixe, a vara ou ensinar a pescar?

No primeiro curso de mixagem com software que eu ministrei no ano passado no Sesc (São Carlos – SP), acredito que nós investimos muito tempo estudando e aplicando o conceito de como fazer warp em músicas inteiras.

Para esse curso eu remodelei completamente as aulas, quero agora mostrar ferramentas e possiblidades, dando mais tempo para os alunos usarem projetos prontos, que vão depois poder ser usados como base para criar trabalhos mais autorais.

A técnica para fazer o warp vai poder ser desenvolvida pelos alunos que gostarem de usar o Ableton Live, minha missão é a de despertar o interesse e de demonstrar como tocar desta forma é uma excelente opção, para quem quer ter controle sônico total de todos os elementos.

Mas afinal o que é esse Warp?

O Ableton Live revolucionou a forma de se produzir música, principalmente na forma de se trabalhar com áudio, antigamente para usar músicas e loops (pedaços de músicas), era necessário fazer um verdadeiro malabarismo, as vezes passando por 2/3 softwares  diferentes (eu quando comecei a produzir usava o Cubase Vst 5.1 e para manipular aúdio eu usava o Sound Forge para cortar ele em pedaçoes e o Acid para colocar no tempo do meu projeto).

Quando você coloca um loop de áudio no Ableton, ele cai no tempo do projeto automaticamente, para músicas inteiras e vocais você precisa fazer alguns ajustes, mas mesmo assim é relativamente fácil.

Na primeira aula nós vamos trabalhar apenas com loops que variam de 125 a 130 bpms, mas todos estão seguindo o bpm do projeto (128 bpms). Estes clips vão ser usados para criar música ao vivo.

Mixe os elementos das músicas e não as músicas:

O trabalho do californiano Moldover, influenciou muitos artista a se apresentar neste formato:

Questão: Ele está fazendo um Live Pa ou DJ-set?

Resposta – DJ-set, pois ele está usando as músicas de outros artistas.

Meu primeiro Live Pa/DJ set no Ableton Live por Ilan Kriger

Criei um projeto no Ableton Live, com canais, efeitos, processadores de áudio, clips de áudio e drum racks (bateria eletrônica nativa do Ableton) com ele você pode ter uma boa ideia de como é tocar com os elementos separados de uma música.

Como funciona o projeto?


No total você tem 10 canais:

  • Canal 1: Canal para controlar os efeitos em todos os outros canais
  • Canal 2 e 3: Drum Rack – bateria eletrônica – cada canal tem um kit de percussão latina;
  • Canal 4: Bateria em áudio;
  • Canal 5: Linha de baixo em áudio;
  • Canal 6: Loop de percussão em áudio;
  • Canal 7: Loop musical;
  • Canal 8: Loop de vocal;
  • Canal 9: Kick falso – não gera som apenas controla efeito no canal 5 (linha de baixo);
  • Master: saída de áudio para as caixas de som ou headphone.

Hum, legal por onde eu começo?

Comece disparando os clips de áudio, para isso aperte no botão de play ao lado do nome do clip:

Você pode tocar apenas um clip por coluna, mas todos de uma mesma linha (chamamos essa linha de cena). Para disparar uma cena inteira aperte no botão de play no canal do master:

Brinque um pouco, combinando clips e escutando diferentes cenas.

Você percebe que os clips sempre entram no tempo? O Ableton faz isso automaticamente para você. Eles estão sempre seguindo o padrão estabelecido pelo “Quantization Menu”:

Por padrão ele está em 1 bar – isso significa que os clips e cenas vão começar a tocar, quando fechar um ciclo de 4 tempos. Experimente divisões diferentes e veja como você prefere.

Dica: eu recomendo usar a divisão de 1 bar, fica mais fácil de fazer mudanças rápidas sem sair do tempo.

Efeitos

Esse canal contém uma série de efeitos, você não precisa conhecer o funcionamento de nenhum deles (equalizador, filtro, reverb e limiter) pois os 4 clips disponíveis controlam os parâmetros automaticamente. Veja o que cada um deles faz:

  • Básicos: não faz muito, ele é básico (hehe), esse clip dispara um pequeno delay, sempre que fechar 32 tempos (neste ponto que você deve colocar um novo elemento ou cena);
  • Subidão 16 (aperte o número 2 no teclado para disparar este clip): o nome está errado na verdade o subidão é de apenas 8 bares (32 tempos), ao disparar esse clip ele vai tocar por 8 bares, ao mesmo tempo um efeito de filtro e reverb vão transformar a música em ruído branco (white noise), quando fechar os 8 bares, o clip automaticamente vai disparar o clip básico (que vai tocar eternamente – ou até você dispara outro clip);
  • Subidão 32 (aperte o número 3 no teclado para disparar este clip): o nome também está errado, ele vai disparar um efeito similar ao subidão 16 mas agora com 16 bares (64 tempos);

Dica: o subidão 16 e 32 são perfeito para fazer breaks, criar climas e mudar drasticamente o som que você está tocando.

  • Básicos + Glitch (aperte o número 4 no teclado para disparar este clip): neste clip você pode desenhar quanto do efeito vai modificar o som, aconselho colocar em Audio Effect Rack e usar o lápis para desenhar onde e quanto você quer de efeito.

Canal 2 e 3: Drum Racks – baterias eletrônicas

Cada canal destes canais tem um kit de percussão latina, com isso vai ser possível você improvisar o criar loops únicos de percussão.

Para controlar o som de cada um desses canais você deve, apertar o botão de rec (pelo teclado do computador – botão 8 para canal 2 e botão 9 para canal 3 ou pelo mouse).

Neste projeto você pode tocar os drum racks de duas formas diferentes:

Livre: independente de algum clip (no canal), estiver tocando, você deve apertar no botão Over e deixar ele como na imagem abaixo (com o número 7 do seu teclado):

Desta forma você pode tocar livremente os diferentes sons do Drum Rack (ele deve estar com o Rec selecionado).

Gravação: para gravar você precisa ajustar 3 detalhes;

  • O clip que você deseja gravar deve estar tocando;
  • O Over deve estar selecionado (em amarelo, não como está na imagem acima);
  • Vá em edit, record quantization e selecione 16 note quantization (com isso o Ableton vai ajeitar automaticamente as notas em divisões de 1 por 16).

Prática perfeita leva a perfeição

Sei que a explicação ficou muito extensa, mas não consegui fazer diferente, pois o projeto tem muitos detalhes.

Vou gravar um vídeo na aula de hoje e devo colocar ele no ar na madrugada de terça para quarta-feira.

  • O que você achou desse projeto?