fbpx

dicas-de-um-pianista-iniciante-capitulo-zero

Comecei essa semana a fazer aulas de teclado/piano, vou fazer um diário de todas as aulas, demostrando as técnicas e métodos empregadas pelo Renato Mota da escola Duetom de Curitiba. A idéia aqui não é te ensinar tudo sobre essa arte, pois eu sou apenas um iniciante, mas com os meus avançados eu acredito que outros aritstas pode se encorajar para também aprender a tocar um instrumento.

Produzo desde 2003 e com o tempo senti necessidade de aprender teoria musical, mas só agora me interessei por empunhar um instrumento.

Eu poderia ter escolhido algum conhecido para ter essas aulas, mas sem desmerecer o trabalho de ninguém, acho que o meio problema seria o meu desleixo, por não ser algo tão oficial eu provavelmente acabaria desmarcando alguma aula ou não praticado tanto quanto eu poderia.

Aula experimental

Essa semana eu fiz a minha primeira aula, o instrutor, falou sobre:

  • O curso;
  • Duração das aulas;
  • Teorias que seriam apresentadas;
  • Como seriam as práticas.

Em 15 minutos de explanação, eu já senti uma grande diferença dos cursos minstrados pelo Centro Europeu – AMEC, acho que isso vai ser muito bom para mim, pois assim vou conhecer uma visão e realidade diferente que pode vir a melhorar os cursos que eu supervisiono.

Compare o curso do Centro Europeu – AIMEC com as aulas da Duetom:

Duração da Aula

  • Dj, Dj com ênfase em Hip-Hop: 2 horas cheias por aula, 2 vezes por semana;
    Produção Musical, Vj, Discotecagem com Ableton Live: 3 horas cheias por aula, 2 vezes por semana;
  • Teclado: 1 hora cheia por aula, 1 vez por semana.

Eu perguntei logo na primeira oportunidade, não é pouco tempo?!

O Renato prontamente respondeu “em 1 hora vou passar conceitos e exercícios, você vai ter que praticar durante a semana e dependendo do seu rendimento, vou acelerar ou retardar o processo.”

Conclusão: Nas aulas de teclado ou você pratica muito em casa ou o curso vai andar devagar. Nos cursos do CE – AIMEC ou você pratica ou vai ficar para trás.

Quantidade de alunos

Centro Europeu – AIMEC: 12 alunos para os cursos de Dj e 20 para o curso de produção musical;
Teclado na Duetom: Particular.

Conclusão:

Em um curso particular você tem o professor a sua inteira disposição, mas por outro lado para conhecer pessoas com o mesmo interesse, você deve ingressar nas oficinas que a escola oferece para criação de bandas.

Em uma turma com 12 ou 20 alunos, você vai ter menos tempo para expor as suas dúvidas, mas também vai poder aprender com os seus colegas e com os erros deles.
Gosto também de um certo ar de competição sadia, que uma aula em grupo oferece. Ter um colega que conseguiu mixar ou conseguiu tocar bem um instrumento te impulsiona a querer imitá-lo e a superá-lo.

Duração do curso:

Dj, Dj com ênfase em Hip-Hop, Produção Musical: 4 meses ou 4 semanas com 85, 85 ou 125 horas aula respectivamente.
Discotecagem com Ableton Live: 2 meses ou 2 semanas (intensivo) com 62 horas aula.

Teclado: Não sei? Não ficou bem claro, acho que por um lado vai depender do meu empenho mas por outro não tem fim. Você nunca termina esse ciclo de aprendizado.
A Duetom oferece ao seus alunos em paralelo aulas de Teoria Musical e Percepção Rítmica, que duram 1 ano uma vez por semana com 1 hora cheia por aula.

Conclusão: Tento sempre frisar para os alunos do Centro Europeu – AIMEC, que com o curso finalizado, eles não devem se dar por satisfeitos e devem continuar aprendendo e melhorando em todos os aspectos. Como o curso terminou pode dar uma falsa impressão de missão cumprida.

Método:

  • Centro Europeu – AIMEC: as apostilas e métodos foram inteiramente desenvolvidos pelo corpo docente, os cursos estão sempre em mutação, em um esforço de seguir novas tecnologias (hardwares e softwares).
  • Piano/Teclado: como é uma arte secular que não sofre muito efeito de novas tecnologias, permite que o método seja muito parecido com o passar dos anos. Eu até perguntei para a secretaria da escola que método eles seguiam? A resposta foi que eles não usavam nenhum específico, e que o professor acabava direcionando o curso para o aluno.

Conclusão: a busca pelo “novo”, de uma certa forma é benéfica para os cursos que envolvem técnologia, pois conhecimentos obtidos via internet muitas vezes já estão velhos, com isso estar matrículado em um curso permite também estar mais próximo do que tem de mais moderno no mercado.

A aula experimental foi super curta e vendo os solos que o professor fez, me deixou morrendo de vontade de fazer a minha matrícula e começar a aprender esta arte.

Semana que vem eu tenho a minha primeira aula de verdade e espero trazer mais informações técnicas e exercícios.

  • Você ministra aulas de teclado ou qualquer outro instrumento e/ou curso livre?
  • Como funciona?
  • Ele se encaixa nestas descrições?