Em 2008 a Ableton anunciou que iria lançar um novo software em parceria com a Serato, tanto para os DJs elevarem o seu trabalho para próximo nível e também para produtores musicais usaram em estúdio.

Na época a Ableton foi criticada por muitos usuários, pois no mesmo ano tinha sido anunciado uma parceria com a Cycling’74 e até aquele momento ninguém sabia quais seriam os frutos dessa união. Agora com algumas semanas para o lançamento do Max for Live, a Ableton finalmente anunciou a data do lançamento do Ableton Serato que vai ser no dia 14 de janeiro.

Quando fiquei sabendo da nova parceria da Ableton em 2008, não fiquei muito animado, sem desmerecer, mas na época eu não imaginava como o Serato poderia ajudar o Ableton.

Mas agora eu acredito que esta, pode ser uma ótima chance para o Live retomar a frente do mercado de software para DJs (que o Traktor tomou de assalto nos últimos meses).

Fiz um esboço de como poderia ser a interface (clique na imagem para ampliar).

Ableton e Serato (como poderia ser)

O que o Live pode aprender com o Serato (e também com Traktor) para dar um upgrade, para melhorar as suas qualidades para os DJs?

  • Visualização de 4 ou mais canais ao mesmo tempo – quem toca com o Ableton sabe do que eu estou falando, você só pode ver um canal por vez;
  • Integração com o Itunes – isso facilitaria para montar playlists e encontrar música pelo nome ou tags (você atualmente pode fazer manualmente);
  • Placa de som dedicada de alta qualidade;
  • Possibilidade de mixar com Vinil, Cd, controladora (com auto-sync ou não) ou com uma combinação destes;
  • Mixagem com vídeos (você também pode fazer isso atualmente).

Qual é a sua ideia de como deve ser o Ableton/Serato?

Se você montar uma simulação (imagem), envie por comentário que eu coloco no artigo.